Um trem parou no Morumbi…

29 11 2009

A história começa lá em 02 de outubro, porta da Fnac, em Pinheiros. Meio dia e alguma coisa. Eu e meu brother Rica, que só me fez companhia, pois não comprou ingressos, debaixo de um puta sol. E sem ter a garantia de conseguir comprar os ingressos, porque em todos os países por onde o AC/DC passa, os ingressos acabam rapidamente. Na Argentina, por exemplo, os ingressos acabaram em três horas.

Foram mais de três horas, mas consegui meu ingresso. Mazer, meu camarada, também. Não pegou fila, justamente porque ele trabalha por lá e calhou que seu horário de almoço combinou com o horário de compra das entradas.

Bom, o jeito foi esperar até 27 de novembro. E nesse meio tempo muita gente me falando “pô, conseguiu comprar o ingresso hein?”. Pois é, muito fã ficou sem.

Bom, o grande dia chegou. Passei na mesma Fnac de Pinheiros pra encontrar com o Mazer e de lá partir pro Morumbi.

Lá, pegamos a lotação ‘Extra Taboão’, que ia pela Eliseu de Almeida, paralela a Francisco Morato. Dentro dela, um calor infernal e uma baita chuva. Com os vidros fechados, pro pessoal não se molhar, aquilo ali virou uma sauna.

Resolvemos descer e andar, pois achamos que seria mais rápido e mais fresco também. Quando pensamos que caminharíamos muito, eis que surge como uma miragem o Shopping Butantã. Passamos lá pra pegar um rango e seguimos na caminhada, rumo ao Morumbi.

E os fãs tomam conta da região. E os ambulantes também. Camisa do AC/DC, R$ 80. É possível encontrar a mesma por R$ 20, na Galeria do Rock. Tem gente que compra, principalmente quem não manja (e quem tem dinheiro também).

Tava um tanto quanto em cima da hora, então tratamos de entrar rápido. Tudo muito bem organizado, sem bagunça nenhuma.

Nos instalamos, sem antes comprarmos os devidos copos de cerveja.

E o show do Nasi, no finalzinho, onde ele mandou ‘Sociedade Alternativa’ do Raul Seixas. E o Morumbi, em coro, cantando.

Como em todo lugar, sempre tem uns babacas. E eles eram de Curitiba. Contando certinho, sete.

Mazer estava com a camisa do SPFC. Afinal, independente do evento, o Morumbi é o local mais apropriado pra vestir o manto tricolor.

E vestir a camisa do São Paulo causa uma certa polêmica ou inveja em quem não torce pro tricampeão mundial.

Vem as primeiras provocações e ficamos naquela de que “ah, não dá bola que os troxas param.” Mas, entorpecidos com naõ sei o que, continuaram. Como ninguém tem saco pra maluco folgado, devolvemos as provocações.

Não adiantou muita coisa, até que um deles, com a camisa do Coritiba, ameaçou vir pra cima. Só ameaçou e não veio, quando o Mazer o convidou para uma ‘conversa amistosa’.

É, (com o perdão da palavra) cuzão é assim mesmo.

Minutos depois, o trem vem chegando. Isso mesmo, o trem gigante, que acompanha a banda nesta turnê do ‘Black Ice’ vem chegando. Aí é Morumbi indo abaixo.

Mesmo com a idade e uma pausa entre uma canção e outra, a banda mostra um vigor que eu não vejo em bandas com pessoas mais novas.

Sem contar que Angus Young promoveu um show particular durante a apresentação e seu solo de vinte minutos.

Os pontos altos da noite foram ‘The Jack’ e o strip-tease de Angus. ‘Hells Bells’ e o tradicional sino, embalado por Brian Johnson. Isso sem contar ‘Back in Black’, ‘You Shook Me All Night Long’, ‘Rock n’ Roll Train’ (que abriu o show) e no bis, ‘Highway to Hell’ e ‘For Those About to Rock (We Salute You)’ com os canhões e os fogos de artíficio que mais lembravam um reveillón.

O pessoal que pensa que show de rock é lugar de marmanjo e mulher feia, estão enganados.

Famílias inteiras, crianças e muita mulher bonita. Era o que se via no Morumbi. Além dos chifrinhos vermelhos, que iluminavam o Cícero Pompeu de Toledo.

Um grande show, como deveria ser. Não é por menos que eles esgotam ingressos por onde passam.

AC/DC é feito vinho ou whisky. Quanto mais velho, melhor. E eu tive o privilégio de conferir isso, in loco.

Fotos: http://www.showacdc.com.br (mas a última é do meu celular).

Anúncios

Ações

Information

2 responses

15 12 2009
AC/DC Abruzzo

AC/DC are the best!

1 12 2009
Naty

Mas que tinha muita gente feia lá, tinha!
Hahahaha

Memorável, isso sim!

Besos techi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: