2009? Deixa que eu conto! – Velhas Virgens

26 12 2009

Eu sei que a banda tem mais de 23 anos de estrada, mas a minha história com as Velhas Virgens é bem recente.

Este foi o ano em que me formei na faculdade, portanto, no começo, eu e meu grupo queimamos muitos miolos, tentando pensar em um tema interessante e relevante para o nosso TCC.

Pensamos em muitas coisas, todas rejeitadas pelo coordenador geral dos TCCs. Até que uma ideia foi levando a outra e foi proposto por um dos integrantes do grupo – porque não falar sobre as Velhas Virgens?

Num ato de um leve desespero, mas a originalidade do tema, batemos o martelo. O professor-coodenador dos TCCs também.

No primeiro semestre, envolto a parte teórica do TCC e a outros trabalhos paralelos na faculdade, os contatos com a banda (ou com o Banas, empresário da banda) foram feitos por e-mail.

Como pesquisa de campo, precisei baixar as músicas. Algumas já tinha escutado, só que as mais manjadas como ‘Abre Essas Pernas’, ‘Siririca Baby’ ou ‘O Que É Que a Gente Quer?’.

Com as músicas e com uma pesquisa aprofundada, fui me tornando um fã. Mais um de uma grande legião.

Segundo semestre chegou e é hora de botar em prática tudo o que foi pensado teoricamente no primeiro. E o momento de ficarmos frente a frente com a banda chegou.

Com o desenvolvimento do TCC, ‘mantemos um bom relacionamento com as fontes’, chegando ao ponto de bebericar “um pouco” (e mete aspas nesse um pouco) no camarim dos shows, realizados aqui em São Paulo.

Conhecer e começar a gostar da banda é normal. Acontece com todo mundo. Mas conhecer banda, musical e pessoalmente é algo único e que não acostuma conhecer com frequência.

E tivemos a sorte de escolher um bom ano para realizarmos este trabalho. Afinal, a banda lançou um novo álbum e Paulão de Carvalho, vocal e um dos ‘fundadores’ das Velhas, quase tornou-se um oitavo CQC.

Além da entrada de novos integrantes, que deram gás novo a maior banda independente do Brasil.

Que fique registrado que este não só um depoimento de um mais recente aficcionado. As Velhas Virgens participaram de uma etapa importante da minha trajetória pessoal, acadêmica e porque não profissional.

Portanto, nada melhor que eu compartilhe um pouco com vocês um dos meus momentos marcantes de 2009.

“Amor não é uma coisa que te tira do chão e te transporta para lugares onde você nunca esteve. O nome disso é avião.” – ‘O Amor é Outra Coisa’ – Velhas Virgens





O Natal é isso mesmo?

24 12 2009

Não sou muito fã do Natal. E sabem porque?

Uma correria desenfreada atrás de presentes, que causam trânsito na cidade, congestionamento nos estacionamentos de shoppings ou de pedestres nos grandes centros de compras.

Tudo isso causa um stress dobrado. Se correr atrás de coisas para comprar para uso próprio já enche o saco, imagina ir comprar presentes pra familiares, amigos, entre outros.

E aqui é a terra do ‘deixa tudo pra última hora’. Aí já viu, a galera acha que tem direito de reclamar das inúmeras filas que existem, pra fazer tudo. Desde outubro começa a lenga-lenga de sempre. Mas ninguém compra antes. Vai ver é por conta do tão esperado 13º salário.

Parece que tudo o que eu falei tem a ver, de fato, com a data. Você deve achar estranho. Porque certamente você é um dos que se esqueceram dos reais motivos em que celebramos o nascimento do menino Jesus.

Não liguem para os presentes. Tentem passar essa noite e o dia de amanhã junto aos seus familiares ou de quem você mais preza.

Essa é a verdadeira essência do Natal. E é por ela que eu ainda cultivo um pequeno apreço por esta data onde os conceitos deveriam ser outros.

O Trocando Passes lhe deseja um Feliz Natal.





Guarde essa cena…

8 12 2009

…pois talvez você não verá uma coisa dessas nuncas mais.

Surreal? Patético? Tirem suas próprias conclusões.

Tem coisas que só o futebol faz por vocês.





Brasileirão 2009 em pílulas

6 12 2009

* O cavalo paraguaio desse ano foi o Atlético Mineiro. Quem era o técnico? Dou apenas uma chance e garanto que você vai acertar.

* O Cruzeiro encarou, no meio da competição, uma baita ressaca da Libertadores e mesmo assim se classificou pra edição do ano que vem e deixou o maior rival pra trás.

* O Avaí foi a grata surpresa. Paulo Silas muito mais. Tanto que o Grêmio o contratou para a próxima temporada.

* O Botafogo bateu na trave mais uma vez e permanece na série A, na bacia das almas. O sinal amarelo tá ligado faz tempo, pelas bandas de General Severiano.

* O Fluminense não merecia cair! Aproveitamento de campeão nas últimas rodadas. Fred detonou, depois que se recuperou de contusão. Cuca rejuvenesceu a equipe e de quebra, pode ter revelado novos talentos. Vejo um Flu mais forte pra 2010. E a torcida deles? Deu um exemplo e aula sobre como apoiar uma equipe.

* O Santo André cumpriu seu papel. Subiu e caiu. Nenhuma novidade ou algo surpreendente.

* O Goiás estava no G4 e por lá ficou por um bom tempo. Até que seu técnico, Hélio dos Anjos, falou e fez merda, aí as coisas desandaram por lá.

* O Grêmio e o Santos não deram nem alegrias e nem tristezas para as respectivas torcidas. Não fizeram nada demais. Ou num português mais chulo, não fuderam e nem saíram de cima.

* O Inter deu pinta de campeão, oscilou, caiu tabela abaixo, e por alguns minutos, teve o gostinho de ser tetracampeão brasileiro.

* Mas o Flamengo não deixou. Título merecido. O time fez sua parte, os outros não fizeram, ou seja, o campeonato caiu em colo rubro-negro. Petkovic, a ‘revelação’ do campeonato. Adriano, sujeito fundamental nesta conquista. Andrade, técnico trabalhador e nada marqueteiro. Montou o time direitinho, com as boas peças que tinha.

* Se tem um time que não tinha obrigação nenhuma de ganhar esse título era o São Paulo. Depois de três títulos seguidos, o SPFC não começou bem a competição. A eliminação da Libertadores custou a cabeça de Muricy. Chegou Ricardo Gomes, que ajeitou a casa e assim, os resultados apareceram. Chegou a liderança, mas vacilou nos jogos que precisava ganhar, fora de casa. Pra consolo, estamos novamente na Libertadores, que pro SPFC é calendário, não acontecimento.

* O Palmeiras liderou boa parte do Brasileirão e poderia ter aberto uns quinze pontos, tranquilamente. Vacilou, oscilou e não aproveitou. Deixou pra decidir a vaga pra Libertadores, pra variar, na última rodada. Dessa vez, não teve sorte. Coitados dos muros do Parque Antártica…

* O Corinthians poderia ter brigado pelo título tranquilamente, se não desfizesse de alguns dos seus principais jogadores ou ter feito uma reposição dos mesmos à altura. Jogou mal, no segundo semestre e fez um dos maiores papelões do campeonato: entregou na cara larga o jogo para o Flamengo, em Campinas. Time que quer alçar voos maiores no ano do centenário não pode se prestar a estas coisas.

* Papelão maior só fizeram Carlos Eugênio Simon, anulando um gol legal do Obina no jogo Fluminense x Palmeiras, no Maracanã e a torcida do Coritiba, no jogo contra o Fluminense, na última rodada. Depredaram o Couto Pereira, ou seja, quebraram a própria casa. O Coxa deveria ter o mando de campo suspenso por dois anos, em competições nacionais, no mínimo.





NUM TIRO SÓ (05) – As rapidinhas do dia

3 12 2009

* Em um mês, a Dona Morte passou a foice geral hein? Herbert Richers, Celso Pitta, Mara Manzan, Lombardi e Leila Lopes. Que todos descansem em paz, menos o o sr. ex-prefeito de São Paulo, que deve tá prestando conta lá em cima, até agora.

* A torcida do Fluminense ontem deu o maior exemplo de como se deve torcer para um time de futebol. Com muita paixão e fervor, apoiando o time, independente da situação. Tá de parabéns! Fora o time que jogou com muita garra e sem dúvida nenhuma, não merece cair pra série B, não.

Nelson Rodrigues deve ter aplaudido a festa tricolor de ontem.

* ‘Tropa de Elite 2’ começará a ser rodado em janeiro. Acho que essa coisa de continuação não dá muito certo. Alguém já viu filme nacional com continuação? Acho que o único (que deu certo, inclusive) foi ‘Se Eu Fosse Você’ 1 e 2. Eu não assisti nenhum, mas os números de bilheteria não me deixam mentir.

Ele voltará. Será que vai dar merda?

* O que é mais chato na tevê brasileira ultimamente: ‘Viver a Vida’ e seu roteiro que não sai do mesmo lugar, com chororô digno de torcedor palmeirense e novela mexicana? Ou ‘A Fazenda 2’ com o melhor do pior das subcelebridades de nosso Brasil varonil? Nenhum dos dois. Principalmente quando temos José Luiz Datena.

* Com relação ao próprio blog mesmo, preciso terminar a história da minha viagem ao Rio. Fiquem ligados, porque pretendo terminar de contar minha saga nas terras da Guanabara.

Fonte: notícias que você já deve ter lido durante o dia, nestes portais noticiosos, enquanto não tinha nada pra fazer.