Fúria letal

12 07 2010

Nos últimos quatro anos, nenhuma seleção apresentou um futebol mais bonito do que o da seleção espanhola.

Com uma base proveniente do Barcelona e mais alguns jogadores do Real Madrid (essa frase você cansou de ouvir durante esta Copa), o entrosamento entre os jogadores foi rápido e a Espanha voltou a chamar a atenção.

Mas sempre com uma desconfiança enorme de torcedores e da imprensa local e internacional.

No país com uma das ligas mais ricas do mundo e com os jogadores mais caros, muito se esperava de sua seleção, que sempre jogava bem, tinha bons valores, mas fracassava nos momentos cruciais.

E veio a Euro 2008. Que a Espanha conquistou, sem contestações. Título que credenciou La Furia como favorita a conquista da Copa do Mundo 2010.

Já era visível que a seleção espanhola jogava o melhor futebol dentre as seleções européias.

Sem sustos nas Eliminatórias da Copa, jogadores do elenco espanhol se consolidavam em seus clubes.

O que aumentava ainda mais as expectativas para o torneio a seguir.

No sorteio, um grupo fácil. Suíça, Honduras, Chile. Nenhuma era páreo para ‘los rojos’.

Todas as outras seleções favoritas já estrearam. Era hora da Espanha. E a derrota inesperada para a Suiça. O belo futebol espanhol não foi suficiente para vencer a forte retranca suíça.

E as desconfianças aumentavam.

Mas ouso a dizer que esse foi o jogo chave para a conquista, pois o mesmo trouxe a lição necessária que levaria a Espanha mais longe na Copa.

Eles aprenderam a serem casca grossas. Eles eram uma das seleções a serem batidas. Portanto, só o toque de bola envolvente não bastava. Nem a pinta de favorita, pois França e Itália já estavam perto de dar adeus, nesta altura do campeonato.

E foi assim contra Honduras e também contra o Chile. Tocando a bola, sim, mas atacando na hora certa, letalmente.

Nas oitavas de final, conta Portugal, não foi diferente. E a Espanha foi vencendo todas as desconfianças.

Contra o Paraguai, controlou os nervos e foi mais uma vez, letal. David Villa foi a arma que exterminou todas as dúvidas que o mundo tinha perante a seleção espanhola.

Os alemães eram favoritos na semifinal. Afinal, eliminaram Inglaterra e Argentina. O currículo no torneio era respeitável demais.

E parece que esse peso tirado das costas em não ser considerados favoritos foi essencial.

E a Espanha estava na final, pela primeira vez, graças ao gol do Puyol, feito na hora certa.

O adversário era a invicta Holanda. Seleção que não jogava o fino da bola, mas que estava com uma estrela brilhando sobre ela. E que deixou Eslováquia, Brasil e Uruguai para trás.

Duas seleções que sempre jogavam bem em Copas, mas que nunca a conquistaram. Frente a frente.

Um jogo feio, ruim, truncado e violento, com os holandeses muitas vezes esquecendo de jogar bola e batendo.

90 minutos de sofrimento. Para quem assistiu o jogo. Onde Casillas fez duas defesas que esses goleirinhos mais ou menos não fariam.

Prorrogação, como foi em 2006. E a tônica era a mesma. Futebol quase zero.

E no segundo tempo da prorrogação, o momento certo para a Espanha voltar ser letal. Iniesta desmarcado, bola saracuteando na área holandesa. Ele chuta com força pro gol. Festa ao som da castanhola.

A Holanda desaba em campo e só restou esperar o fraco Howard Webb apitar o final de jogo.

A Espanha venceu. As incertezas e a Copa do Mundo. Com justiça.

Se livrou do rótulo de pipoqueira, que caiu no colo da Holanda, que perdeu três finais e ainda não sabe o gostinho que é ser campeão do mundo.

Agora é hora de esperar por 2014, afinal o Brasil é logo ali…

Anúncios

Ações

Information

One response

13 07 2010
Marco Bogado

Eu não gostei deste resultado. Acho que a Holanda tem mais história e passou por seleções mais difíceis. Deveria ter ganho.

Mas o mundo não é justo, ou talvez a Copa não seja algo tão sério

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: