BBB – Diversão é alienação?

11 01 2011

E mais uma edição do BBB está no ar. A décima primeira em nove anos em que o programa é transmitido. A segunda com o Twitter em alta e sendo utilizado como principal ferramenta para os mais variados comentários sobre o reality show, favoráveis ou contrários.

A questão do gosto é bem pessoal. Fica até meio óbvio dizer isso, redundante. O BBB, assim como qualquer outra coisa nesse mundo, desperta amor, ódio e desprezo. E todo ano é aquela ladainha: o Big Brother é produto para alienar e emburrecer a população.

Hoje, qualquer produto que sirva para entretenimento no Brasil é taxado como algo que aliena. Principalmente na televisão. Sei lá, a gente passa o dia inteiro levando (ou tendo que levar) a vida muito a sério. E quando chegamos em casa, tudo o que a gente quer é distrair um pouco. Ou tô errado?

Quem não gosta do BBB, procura qualquer outra coisa na TV, ou vai ler um livro ou ouvir um som. Quem gosta, quer assistir o episódio do dia (e para quem tem verba, corre para conferir o pay-per-view). Isso se chama diversidade.

Cada um tem o direito de se divertir a sua maneira. Se divertir é relaxar e arejar a mente. Arejar a mente é emburrecimento? Diversão é alienação? Quem respondeu “sim” as duas perguntas deve levar muito a sério programas como o BBB. Arrisco dizer que bem mais do que aqueles que gostam e acompanham.

Assistir BBB não deixa ninguém mais burro e ignorante. É apenas mais um programa da televisão brasileira, que se consolidou com o passar dos anos. A qualidade pode até ser questionada, mas, para mim, são exageradas certas críticas feitas ao programa e ao público dele.

Nada mais é que uma questão de mudar de canal ou de respeitar a opinião e os gostos alheios.

Não é o BBB que mede o nível de cultura do povo brasileiro. Até porquê não é obrigação do programa educar (e sim da emissora, que deve abrir espaço para esse tipo de programação em sua grade). Assiste quem quer e quem gosta. Como qualquer outro programa na televisão, onde o intuito é apenas entreter.

“Tudo isso não passa de pão & circo!”. Só porque você quer, meu caro. Controle remoto, cidadania e urna eletrônica estão aí pra isso.

Anúncios

Ações

Information

7 responses

17 01 2011
William

A questão de assistir ou não o BBB seria irrelevante se fosse apenas entreterimento. Mas não é… é muito mais do que um programa alienante e sem nenhum conteúdo de conhecimento…. agora as pessoas precisam assistir os problemas, os amores e dores de pessoas normalmente sem instução, para preencher as suas vidas vazias, pois como disse uma leitora do blog, “é bom assistir quendo se chega cansado em casa”… não podia esperar coisa mais fútil do que essa…. a pessoa sabe e confessa que de sua vida, sobra apenas o tempo que ela chega em casa após o trabalho, e ainda por sima se rende a algo que não lhe diz respeito??? e o tempo para sí? aquele em que adquirimos conhecimento, brincamos com nosso filho ou passeamos com nosso animal de estimação??? Nos paises desenvolvidos essa febre já passou faz anos… aqui, nesta república de bananas chamada BraZil, continuamos a aguardar a mais noma moda bizonha e escalafobética nos atacar de jeito, para sairmos todos correndo com medo que não tenha mais a porcaria da hora para consumirmos. Pobres pobres pobres, miseráveis somos nós a maioria de brasileiros… não apenas sem dinheiro, eis que isso pouco importa, mas somos pobres miseráveis de espírito.

17 01 2011
William

Errata “Instrução” “quando” “cima” Brazil foi com Z mesmo, pois ja vendemos até o nome.

17 01 2011
Rafael Techima

Acho que seu problema é levar a sério demais o BBB.

Obrigado pelo comentário.

11 02 2011
Ellen Felizardo

Assistir ao Big Brother não é uma atividade que me agrada, ou desagrada. Portanto, pra mim não tem graça, é indiferente. Mas não concordo com William. A Reality Television começou nos Estados Unidos na década de 40 com um programa chamado Allen Funt’s Candid Camera e de lá pra cá só cresceu. Ao que me consta, os Estados Unidos são um país desenvolvido, apesar da crise econômica, certo? E o que dizer do desenvolvimento dos países da Europa? Sem contestações a respeito. Não, a febre dos Reality Shows não passou nesses países. Aliás, é só ao que se assiste. São muitos os subgêneros do segmento, como os programas “The Biggest Loser”, “The Bachelor”/”The Bachelorette”, “Dancing with the stars” ou “Cheaters”, pra lá de populares. Portanto, sendo alienação ou entretenimento, esse tipo de programa não é privilégio nosso. Também acho que devemos adquirir com os outros continentes o gosto pela leitura, pela disciplina e organização, entre outras boas características e costumes inerentes às pessoas asiáticas, por exemplo, mas daí acreditar que o BBB seja a razão de estarmos num ritmo mais lento é subestimar demais a nossa (De TODOS os brasileiros) preguiça e indisposição de mudar nossa casa, nosso país.

12 01 2011
Leandro "Lemão" Lourenço

O que acho chato, eh que algumas pessoas transformam o BBB em discussao na mesa do boteco. Ai nao pode.

Mas se assiste ou nao, problema eh de quem assiste. Ateh pq se o nego paga PPV com o dinheiro dele, ninguem tem que ficar trollando o cara.

12 01 2011
Rafael Techima

Até que comentar os atributos de algumas sisters é tolerável num papo de buteco, hehehe

25 01 2011
Paulo Galvão

Não entendi como isso se torna um problema. Você quer agora expor quais papos de boteco devem ser condicionados? Eu achei interessante o comentário do William, realmente essa frustração com o país é devido a falta de instrução e política de pão e circo.Porém o fato de existir ou não BBB não mudaria muito nessa questão, se tivesse um programa mais conceituado e com um nível melhor de entretenimento as pessoas não assistiriam , a realidade é essa. Em função da cultura aprendida, da cultura vivenciada. Vivemos num país onde a educação pessoal é escassa, a política educacional já é um descaso humano quanto mais a educação pessoal. Achei interessante o post, gostei muito do seu ponto de vista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: